terça-feira, 8 de setembro de 2009

Um fim de semana - sob o céu de Brasília


Amanhece e o dia parece tranquilo. Apesar dos afazeres de sempre, movimentos e ruídos não embaçam as certezas que o último fim de semana deixou. Emendado com um feriado, não teve nada de extraordinário, de atividades diferenciadas, foi apenas um longo, tranquilo e prazeroso final de semana.

Sabe desses dias em que tudo parece paz, que você nem se lembra exatamente do que ou a que horas fez, mas tem a certeza de que foi bom. Pois foi assim, as horas passavam sem eu me dar conta, cada momento tinha um sabor, naturalmente curtido. Fosse ele dentro de casa, preparando as refeições, no sofá jogando conversa fora, na frente da TV, na varanda observando o céu de Brasília, na biblioteca estudando ou no bar tomando um drink.... tudo passou vagarosamente, ou melhor calmamente, como se de repente a correria da semana ou as preocupações costumeiras não mais existissem.

Não tem uma explicação muito lógica, pelo menos não consegui elaborar, ficou apenas a certeza de que é possível a paz em meio ao caos... o mundo em volta, quase sempre é tumultuado, exigente, ditador do tempo e das coisas que temos para fazer. Mas há um lugarzinho de paz, de quietude em meio a tudo isso.. a certeza de que "há tempo para tudo debaixo do céu" prevalece e, por isso, é possível viver um tranquilo e prazeroso fim de semana.

Este foi assim, diferente, não pelas atividades, mas pela sensação de uma certa maturidade no ar... coisas que vão se encaixando, se ajustando e acontecendo sem muito esforço, coisas que o tempo e o desejo - desprentencioso - de amar resolvem.

Eu disse amar? Sim, disse e repito, acho que é isso, talvez tenha chegado o tempo do "amor maduro", aquele que é possível viver sem que as coisas, dentro e fora da gente, pareçam de cabeça para baixo. Bem, isso dá um outro texto, outras reflexões. No momento, quero ficar apenas com a sensação boa do que foi este último fim de semana... ficar com a certeza de que o que foi construído resgata o que um dia parecia perdido.

Um comentário:

*Teresa Cristina* disse...

Oieee !!!
é muito bom estar aqui também viu!!
E fico na torcida pra que se motive a voltar a escrever, adoruuuuuu a forma dasua escrita, parece que está dialogando e faz um bem danado pra mente!
Se cuida.
Bjss♥